Blogue interativo onde se pretende responder a perguntas frequentes de Língua Portuguesa.

Envie dúvidas para:

portuguescorrecto@gmail.com

Este blogue recomenda:

Pontapés na Gramática - www.wook.pt

Ligações

Parcerias

arquivos

Junho 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Agosto 2011

Janeiro 2011

Julho 2010

Fevereiro 2010

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

blogs SAPO

subscrever feeds

Quinta-feira, 25 de Outubro de 2007

Açoriano ou açoreano?

Ao contrário do que muita gente pensa, aos nativos dos Açores, dá-se o nome de açorianos.


Esta terminação (-iano) pode encontrar-se noutros gentílicos (nome que designa o país, região, província ou localidade de nascimento ou proveniência de uma pessoa), como cabo-verdiano, que não têm um “i” no nome do país. Surge em palavras cuja base de derivação (a parte da palavra que utilizamos para formar outras acrescentando-lhe terminações ou inícios diferentes) termina em "e" átono (que não pertence à sílaba mais acentuada).  

Sendo assim como se justifica o uso da palavra "Açoreana" em marcas como a de uma companhia de seguros? Ora bem, por um lado os nomes das marcas não são obrigados a obedecer às regras ortográficas e, por outro lado, só a partir de 1911 é que se consagrou a grafia "açoriana", existindo "açoreana", por isso ainda podemos encontrar documentos mais antigos com a palavra assim escrita.

Assim, a não ser que nos refiramos a uma marca, devemos escrever "açoriano" ou "açoriana".

publicado por PN às 21:59

link do post | comentar | favorito
10 comentários:
De Patrícia a 19 de Outubro de 2008 às 21:10
Por acaso tenho escrito errado! Gosto mesmo muito deste blogue. Parabéns! :)
De José Pires a 6 de Fevereiro de 2010 às 23:11
"Não existe a terminação –eano na formação de gentílicos"

Hummm...!!!!!!

Então e os naturais da Coreia (Norte ou Sul); Que eu saiba, sempre vi escrito "norte-coreanos" ou "sul-coreanos"...
De ccouto a 30 de Novembro de 2009 às 22:43
Será que não estão correctas as duas formas? Se não estão, uma destas entidades cometeu um grade erro:) :
- http://www.acoreanaseguros.pt
- http://www.acorianooriental.pt
De Daniela a 14 de Janeiro de 2012 às 16:09
É aceite qualquer nome em marcas, nomes de empresas, bla bla bla. Daí a Açoreana ser uma marca ( companha de seguros). Nestes casos até escrever de trás para a frente eles podiam.
De Pedro a 16 de Dezembro de 2009 às 23:52
Então e um nativo do Alentejo , será o que confirma a regra?
De Julio a 11 de Janeiro de 2010 às 18:23
lembro-me de vir estudar para o Porto, e colocar um anúncio na mha faculdade para alugar um quarto. Nele, já não me lembro em que contexto, vinha a palavra "Açoriano". Mal acabei de o afixar, levei com uma Mãe continental mal encarada a dizer: "só mesmo um Açoriano para escrever mal (com "i") a palavra Açoriano"... se ela estivesse agora à mha frente, e não ao puto tímido de 18 anos, levava um grito gutural! só para manter a postura e a boa educação a que fui habituado na Graciosa.

Parabéns pelo blog
De M. a 17 de Fevereiro de 2010 às 13:39
"Não existe a terminação –eano na formação de gentílicos."

E então o natural de uma das Coreias?
De Elisabete a 13 de Maio de 2013 às 12:59
No ciberduvidas esclarecem:

Os topónimos que terminam no grupo vocálico eio / eia, como Coreia, não perdem o e quando originam gentílicos. Temos, assim, Coreia e coreano, Eritreia e eritreu, Judeia e judeu.

O sufixo que se junta a coreano é -ano; não -iano, como em cabo-verdiano, açoriano, etc.

De Jorgense a 30 de Maio de 2010 às 15:06
Bem, sempre há alguém que sabe escrever, e bem, estou farto de batalhar com colegas, amigos que Açoriano é com "i" e não com "e", enfim, muitos vem com a desculpa que se pode usar das duas maneiras, outros dizem que a da nova terminologia, lol, enfim, não se deixem enganar, vão aos dicionários, livros, word, enciclopédias ou até mesmo na internet. O problema é mesmo essa, não ensinam as coisas básicas aos estudantes claro que a ignorância prevalece! Quero também dar os parabéns ao blog! ;)

abçs
António Machado
S.Jorge - Açores
De Lalage a 17 de Fevereiro de 2011 às 22:22
Depois de ler as objecções por cuasa da Coreia, fui ao Ciberdúvidas. Esta é a opinião deles: http://www.ciberduvidas.com/pergunta.php?id=17820

Comentar post

pesquisar

 

tema

"de forma que” ou “de forma a que”

"façamos" e "possamos" (pronúncia de)

à

à bocado ou há bocado; à pouco ou há pou

a cerca de

à falta de/ há falta de

a fim ou afim

a herpes ou o herpes

á ou há

à parte ou aparte

à pouco ou há pouco

a ver ou haver

à vontade ou à-vontade

à/há/a

abreviaturas

abstenção ou abstinência

acerca de

acerto ou asserto

acessibilidade ou acesso

acordo ortográfico

açoreano ou açoriano

adesão ou aderência

adjectivos

adn ou dna

ah

album ou álbum

alcoolemia ou alcoolémia

aldeão (plural de)

aluga-se ou alugam-se

alugar ou arrendar

amaríssimo

analisar ou analizar

andar ou andarem (infinitivo impessoal o

anteontem ou antes de ontem

antes de mais ou antes demais

aonde ou onde

apesar de a ou apesar da

apetência ou aptidão

aprender e apreender

apresentar-se-à ou apresentar-se-á

arrolhar ou arrulhar

ás ou às

assoar ou assuar

atractivo ou atraente

atraem ou atraiem

aula de inglês em natal

bêbado ou bêbedo

bem haja/ bem aja/ bem hajam

benvindo/ bem-vindo

bilião

blogómetro; top 10

boas festas ou boas-festas

bocal ou bucal

bolçar ou bolsar

ç

c

caber ou couber

caem ou caiem

calçar ou vestir luvas

cartuxo ou cartucho

cérbero ou cérebro

cerrar ou serrar

chamar a/ à atenção

cheque ou xeque

círculo ou ciclo vicioso

climático ou climatérico

clínico geral (feminino de)

cobarde ou covarde

côco ou coco

com nós ou connosco

com ou sem "h"

concertar ou consertar

concerteza ou com certeza

concerto ou conserto

concordância com "o número de"

conjugação pronominal

consolado ou consulado

consolar ou consular

convidamo-vos ou convidamos-vos

cor ou côr

corrector ou corretor

costear ou custear

costeleta ou costoleta

cota ou quota

currículo ou curriculum

de que

de repente ou derrepente

decerto/ de certo

decorrer ou decorrimento

defenida ou definida

deferir ou diferir

degradado ou degredado

demais ou de mais

desapercebido ou despercebido

desfolhar ou folhear

desfrutar ou disfrutar

desmentimento ou desmentido

pronomes

tacha ou taxa

ter de ou ter que

todas as tags