Blogue interativo onde se pretende responder a perguntas frequentes de Língua Portuguesa.

Envie dúvidas para:

portuguescorrecto@gmail.com

Este blogue recomenda:

Pontapés na Gramática - www.wook.pt

Ligações


contador de visitas

Parcerias

arquivos

Setembro 2014

Agosto 2014

Junho 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Agosto 2011

Janeiro 2011

Julho 2010

Fevereiro 2010

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

blogs SAPO

subscrever feeds

Quinta-feira, 31 de Maio de 2007

Demais ou de mais?

a) De mais significa "a mais". É uma locução adverbial que exprime "quantidade". Opõe-se a "de menos".

Ex. 

O café tem açúcar de mais para o meu gosto.

 

 

b) Demais pode ser um advérbio de intensidade com o sentido de "excessivamente", "demasiadamente".

 

Ex. O João dorme demais.

 

 

Pode também significar:

 

1. além disso, de resto

 

Ex. Chega de conversas; demais, dói-me a cabeça

 

2. os outros, os restantes

 

Ex. A Maria e os demais alunos não tiveram aulas.

 

 

Fonte:

http://www.ciberduvidas.com/pelourinho.php?rid=874      

publicado por PN às 00:11

link do post | comentar | ver comentários (25) | favorito

Entretanto ou entre tanto?

Convém desde já esclarecer que ambas as formas existem, mas que designam coisas diferentes.

 

 Entretanto  pode ser

 

a) um advérbio de tempo, com o significado de "neste ou naquele meio tempo ou intervalo" (Dicionário da Língua Portuguesa, 8.ª edição, Porto Editora)

 

b) um substantivo masculino, sinónimo de intervalo de tempo.

Exemplos:

a) Entretanto ele decidiu ir embora.

b) E naquele entretanto ela apareceu.

 

entre tanto é uma expressão formada pela preposição em e o pronome indefinido tanto e usada em situações como:

«Entre tanto que tinhamos para dizer, acabámos por não dizer nada»

publicado por PN às 00:09

link do post | comentar | favorito

Têm ou têem?

Destas formas só a primeira está correcta.

Têm (que se pronuncia tãem) é a forma verbal correspondente à terceira pessoa do plural do presente do indicativo do verbo ter (eles têm).

Porque confundimos esta palavra?

 

A confusão existe porque associamos esta forma verbal a outros verbos que nos parecem similares como os verbos ver (eles vêem) e ler (lêem). Mas devemos associar o verbo ter ao verbo vir (eles vêm). Por isso, não confundir:

 

Eles vêem bem. / Eles vêm de casa.

Eles lêem muitos artigos. /Eles têm muitos artigos. .

publicado por PN às 00:06

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Obrigado ou obrigada

Como devo agradecer, eu que sou uma mulher, aos leitores do meu blogue?
             
O que devo dizer `à leitora? Obrigado ou obrigada?
             E ao leitor?
 
Em qualquer um dos casos devo dizer obrigada. Isto porque esta palavra varia de acordo com o sexo da pessoa que a diz e não de acordo com a pessoa a quem nos dirigimos. Por isso, se fosse homem, diria sempre obrigado, independentemente do facto de o meu interlocutor ser homem ou mulher.
Assim, em português correcto:
 
Obrigada, caríssima leitora.
Obrigada, caríssimo leitor.
publicado por PN às 00:01

link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito
Quarta-feira, 30 de Maio de 2007

Bem aja ou bem haja?

A forma correcta, para se agradecer a alguém, é bem haja.

Trata-se de uma forma de agradecimento, equivalente a "tenha tudo de bom".

 

Ex: "Bem haja, pela ajuda que me deu!"

 

Quanto a "bem aja" não funciona propriamente como uma expressão, mas também pode ser usada como um conselho: bem aja = execute algo bem, faça algo bem, proceda de maneira correcta.

Enquanto "haja" é uma forma do verbo haver, "aja" é uma forma do verbo agir.

Esta expressão pode também ser usada no plural, quando nos dirigimos a várias pessoas. Ao dizermos "bem hajam" estamos a agradecer a várias pessoas, desejando-lhes que tenham tudo o que é bom.

 

Assim,

 

Bem hajam por visitarem este blogue!

 

Clarifique-se ainda que "bem haja" pode também surgir com hífen. No Dicionário Verbo Língua Portuguesa, surgem-nos estas duas entradas:

 

a) Bem haja! - locução interjectiva, fórmula de agradecimento.

Ex. Fez-me um grande favor, bem haja!

 

b) Bem-haja - nome masculino, sinónimo de obrigado.

Ex. A si dirijo-lhe o meu bem-haja.

 

Conclui-se que quando se trata de uma interjeição, um agradecimento em tom exclamativo, a expressão deve aparecer sem hífen e quando se trata de um nome composto por justaposição,  surge ligada por hífen.

 

Fonte: Dicionário Verbo Língua Portuguesa, Verbo, 2006. (edição apoiada pelo Ministério da Educação).

 

publicado por PN às 23:29

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Apresentar-se-à ou apresentar-se-á?

A forma correcta da acentuação do a é com acento agudo (á). É fácil de entender.

Em primeiro lugar, temos de ter consciência de que o acento grave na nossa língua só surge em 7 palavras, a saber, à (contracção de a + a), às (a + as), àquele (a + aquele), àquela (a + aquela), àquelas (a + aquelas), àqueles (a + aqueles), àquilo (a + aquilo).

Para além disto, temos de perceber que a forma apresentar-se-á é a conjugação pronominal reflexa, no futuro do indicativo, do verbo apresentar. Dito de uma forma mais simples, apenas adicionámos o pronome se ao verbo, separando o radical da terminação. Ou seja, fez-se isto:

 

  • apresentará = apresentar + á
  • apresentar-se-á = apresentar+se+á

O mesmo acontece com outros pronomes:

 

  • apresentar-lhe-á
  • dirigir-se-á
  • dar-lhe-ás
publicado por PN às 23:17

link do post | comentar | favorito
Sábado, 12 de Maio de 2007

Benvindo ou bem-vindo?

Esta é uma palavra que por aparecer escrita de variadas formas, suscita a dúvida. Contudo, a forma correcta é bem-vindo, isto quando queremos dar as boas-vindas a alguém, por exemplo ao sr. Benvindo.

 

Assim:

 

Bem-vindo a este blogue.

Benvindo a este blogue.

publicado por PN às 23:17

link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito

Colocação de vírgula com "pois"

Qual será a frase correcta?

 

 1. Eu sei fazer isto, pois tenho aptidão.....

 2. Eu corro muito pois, gosto de fazer exercicios

 3. Eu tenho amigos. Pois, dou-me com toda gente.

 

Comecemos por uma breve explicação da função de "pois". Trata-se uma conjunção coordenativa que pode introduzir uma explicação ou uma conclusão. Em qualquer uma das frases anteriores, as orações são coordenadas explicativas. Ora, para separarmos as orações temos de o fazer usando um sinal de pontuação. Qual? A vírgula. E onde a colocamos? Antes da conjunção.

 

 Assim:

1. Eu sei fazer isto, pois tenho aptidão.

2. Eu corro muito, pois gosto de fazer exercicios.

3. Eu tenho amigos, pois dou-me com toda gente.

 

O mesmo se passa com as conjunções "mas", "portanto", "ou", etc.

 

Ex. Eu gostava de viajar, mas não tenho dinheiro.

publicado por PN às 23:12

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Concordância do verbo com percentagens

Qual a forma correcta?

 

a) Foi pago 50% do valor.

b) Foram pagos 50% do valor.

 

 Há uma regra que não é aceite por todos os gramáticos que estipula que quando o valor percentual é sujeito, e apresenta uma estrutura do tipo «15% dos alunos», o verbo concorda com o nome que é introduzido pelo sintagma preposional, neste caso, alunos e, assim, a forma correcta seria: 15% dos alunos foram reprovados.

Uma consulta ao livro Saber Escrever, Saber Falar de Edite Estrela permitiu-me obter a seguinte explicação:

- Quando o número percentual é singular (um por cento), o verbo vai para o singular, concordando com a percentagem («Um por cento dos alunos saíu da sala.») ou para o plural, concordando com o substantivo em número e género («Um por cento das alunas sairam da sala.»). Contudo se o substantivo é colectivo, o verbo fica no singular («Apenas um por cento do rebanho morreu.») -Quando a percentagem e o substantivo estão no plural, o verbo vai para o plural («Só dez por cento dos inquiridos responderam à questão.»)

 -Quando a percentagem é plural e o substantivo singular, o verbo fica no singular («Setenta por cento do imposto foi pago.»).

 

Portanto, de acordo com esta regra, a resposta correcta para a questão inicial será:

 

a) Foi pago 50% do valor

publicado por PN às 23:06

link do post | comentar | favorito

Havia ou haviam?

A utilização do verbo haver causa alguma confusão. Mas se nos lembrarmos desta regra teremos menos dificuldades:

 

Quando o verbo haver é sinónimo de existir só se utiliza a 3.ª pessoa do singular.

 

Exemplos:

Há três horas que não sei nada dele.

Havia muitos quadros na exposição.

 

mas quando o verbo haver é acompanhado de um sujeito, e é usado como auxiliar em construções verbais, já podemos usar todas as formas:

 

ex. Eles haviam de ir connosco àquela aldeia.

publicado por PN às 23:05

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

pesquisar

 

tema

"de forma que” ou “de forma a que”

"façamos" e "possamos" (pronúncia de)

à

à bocado ou há bocado; à pouco ou há pou

a cerca de

à falta de/ há falta de

a fim ou afim

a herpes ou o herpes

á ou há

à parte ou aparte

à pouco ou há pouco

a ver ou haver

à vontade ou à-vontade

à/há/a

abreviaturas

abstenção ou abstinência

acerca de

acerto ou asserto

acessibilidade ou acesso

acordo ortográfico

açoreano ou açoriano

adesão ou aderência

adjectivos

adn ou dna

ah

album ou álbum

alcoolemia ou alcoolémia

aldeão (plural de)

aluga-se ou alugam-se

alugar ou arrendar

amaríssimo

analisar ou analizar

andar ou andarem (infinitivo impessoal o

anteontem ou antes de ontem

antes de mais ou antes demais

aonde ou onde

apesar de a ou apesar da

apetência ou aptidão

aprender e apreender

apresentar-se-à ou apresentar-se-á

arrolhar ou arrulhar

ás ou às

assoar ou assuar

astigmatismo ou estigmatismo

atractivo ou atraente

atraem ou atraiem

aula de inglês em natal

bêbado ou bêbedo

bem haja/ bem aja/ bem hajam

benvindo/ bem-vindo

bilião

blogómetro; top 10

boas festas ou boas-festas

bocal ou bucal

bolçar ou bolsar

ç

c

caber ou couber

caem ou caiem

calçar ou vestir luvas

cartuxo ou cartucho

cérbero ou cérebro

cerrar ou serrar

chamar a/ à atenção

cheque ou xeque

círculo ou ciclo vicioso

climático ou climatérico

clínico geral (feminino de)

cobarde ou covarde

côco ou coco

com nós ou connosco

com ou sem "h"

concertar ou consertar

concerteza ou com certeza

concerto ou conserto

concordância com "o número de"

conjugação pronominal

consolado ou consulado

consolar ou consular

convidamo-vos ou convidamos-vos

cor ou côr

corrector ou corretor

costear ou custear

costeleta ou costoleta

cota ou quota

currículo ou curriculum

de que

de repente ou derrepente

decerto/ de certo

decorrer ou decorrimento

defenida ou definida

deferir ou diferir

degradado ou degredado

demais ou de mais

desapercebido ou despercebido

desfolhar ou folhear

desfrutar ou disfrutar

pronomes

tacha ou taxa

ter de ou ter que

todas as tags