Blogue interativo onde se pretende responder a perguntas frequentes de Língua Portuguesa.

Envie dúvidas para:

portuguescorrecto@gmail.com

Este blogue recomenda:

Pontapés na Gramática - www.wook.pt

Ligações

Parcerias

arquivos

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Agosto 2011

Janeiro 2011

Julho 2010

Fevereiro 2010

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

blogs SAPO

subscrever feeds

Sexta-feira, 22 de Junho de 2007

Rubrica ou rúbrica?

Quer se trate de um nome, quer se trate de um verbo, a palavra correcta é rubrica, sem qualquer acentuação.

Trata-se de uma palavra grave e por isso devemos pronunciar /rubríca/ e não /rúbrica/.

Assim:

Rubrica

Rúbrica

publicado por PN às 23:03

link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

Vós ou vocês?

«Qual é a forma correcta:

 
"Vós ides à praia..."
ou
"Vocês vão à praia?" »

 

«Deverá dizer-se: "Não deixem morrer o bom português" ou "não deixeis morrer o bom português?" »

 

Cada vez mais a forma de tratamento "vós" é menos utilizada tendo sido substituída por "vocês". Nenhuma das forma está errada, o uso do "vocês" em detrimento do "vós" é uma questão da evolução da língua. Ora, convém é sabermos fazer o acordo de cada uma das expressões com a forma verbal adequada.

Assim, para o verbo concordar com o pronome "vós", devemos conjugá-lo na segunda pessoa do plural:

«Vós ides»  / «Não deixeis (vós)...»

Já quando de trata de "vocês", devemos colocar o verbo na terceira pessoa do plural:

«Vocês vão...» / «Não deixem (vocês)...»

publicado por PN às 23:02

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Suspenso ou suspendido?

«Quando um treinador quer pôr um jogador de fora, como diz:

Foste suspenso?

Foste suspendido

 

Já anteriormente tive ocasião de fazer um artigo sobre os verbos que têm dois particípios passados (Ter morto ou ter matado?). Quando isto acontece, usamos a forma regular com os verbos ter e haver e a forma irregular com os verbos ser e estar.

No caso do verbo suspender, a forma regular é "suspendido" e a irregular é "suspenso", logo a resposta à questão acima transcrita é:

Foste suspenso.

 

Mas diríamos:

O treinador tinha suspendido o jogador.

publicado por PN às 23:01

link do post | comentar | favorito

Alugar ou arrendar uma casa?

«Diz-se arrendar uma casa ou alugar uma casa? »

 

Os dicionários indicam-nos os termos arrendar e alugar como sinónimos, no entanto, é feita uma distinção. Devemos utilizar o termo alugar quando se trata da locação de bens móveis (ex. um automóvel) e arrendar quando se trata de bens imóveis (ex. uma casa).

Esta distinção aparece-nos referida em vários dicionários. Por exemplo, no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora publicado em 1952, o termo arrendar surge-nos como "dar ou tomar um prédio de renda", enquanto que alugar  surgia como "dar de aluguer", sendo o termo aluguer definido como "aquisição ou cessão de um objecto ou serviço por tempo e preço determinado".

Também no Código Civil, no artigo 1023, é mantida a mesma distinção: «A locação diz-se arrendamento quando versa sobre coisa imóvel, aluguer quando incide sobre coisa móvel.»

 

Assim, seguindo estas regras, deveríamos dizer "arrendar uma casa", até porque dizemos que pagamos uma "renda". 

publicado por PN às 22:59

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

A música que se ouve ou a música que ouve-se?

O pronome reflexo "se" quando inserido numa frase subordinada, neste caso introduzida por que, deve aparecer antes do verbo, assim deve dizer-se e escrever-se:

 

A música que se ouve aqui.

publicado por PN às 22:57

link do post | comentar | favorito

Feminino de "clínico geral"

Clínico geral é uma forma abreviada de designar um médico de clínica geral. Por isso, o feminino é médica de clínica geral.
publicado por PN às 22:56

link do post | comentar | favorito

Feminino de músico

O músico toca muito bem.

 

Como colocamos esta frase no feminino? Pois bem, nada mais simples. O feminino de músico é música.

 

A música toca muito bem.

 

Realmente não estamos muito habituados a usar a palavra música enquanto profissão, mas para além de designar a melodia executada, também serve para designar a mulher que a executa.

publicado por PN às 22:48

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Climático ou climatérico

«Condições climáticas

ou

Condições climatéricas

 

Embora climático e climatérico sejam considerados, por alguns dicionários, adjectivos sinónimos, é preferível optar-se pelo termo "climático" para nos referirmos ao clima. Não devemos usar "climatérico" pelas seguintes razões:

1) o adjectivo climatérico é um galicismo (termo adoptado por influência do francês).

3) Existem termos em português que definem as condições atmosféricas momentâneas, às quais geralmente se querem referir aqueles que o usam. Neste caso é aconselhável o uso de "estado da atmosfera" "estado do tempo" ou "condições atmosféricas".

2) existe o adjectivo climactérico, ligado ao nome climatério que designa a fase anterior à menopausa na mulher;

 


Assim, devemos dizer:

condições climáticas.

publicado por PN às 22:32

link do post | comentar | favorito
Domingo, 17 de Junho de 2007

Inoperável ou inoperante?

«As máquinas encontram-se inoperáveis ou inoperantes?»

 

Inoperáveis é a opção correcta, uma vez que este adjectivo tem o significado de algo que não se pode utilizar, enquanto que inoperante é algo que é ineficaz.

publicado por PN às 23:07

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

"Antes de mais" ou "antes demais"?

Antes de mais, quero apresentar-me...

Antes demais, quero apresentar-me...

Qual a forma correcta?

 

Tal como já foi referido aqui, a palavra "demais" tem apenas o sentido de "além disso" ou "os outros", logo a expressão correcta a usar será " antes de mais"

 

Antes demais

Antes de mais

 

Também devemos usar "antes de mais" no ditado popular:

 

"Antes de mais do que de menos"

publicado por PN às 23:03

link do post | comentar | favorito

pesquisar

 

tema

"de forma que” ou “de forma a que”

"façamos" e "possamos" (pronúncia de)

à

à bocado ou há bocado; à pouco ou há pou

a cerca de

à falta de/ há falta de

a fim ou afim

a herpes ou o herpes

á ou há

à parte ou aparte

à pouco ou há pouco

a ver ou haver

à vontade ou à-vontade

à/há/a

abreviaturas

abstenção ou abstinência

acerca de

acerto ou asserto

acessibilidade ou acesso

acordo ortográfico

açoreano ou açoriano

adesão ou aderência

adjectivos

adn ou dna

ah

album ou álbum

alcoolemia ou alcoolémia

aldeão (plural de)

aluga-se ou alugam-se

alugar ou arrendar

amaríssimo

analisar ou analizar

andar ou andarem (infinitivo impessoal o

anteontem ou antes de ontem

antes de mais ou antes demais

aonde ou onde

apesar de a ou apesar da

apetência ou aptidão

aprender e apreender

apresentar-se-à ou apresentar-se-á

arrolhar ou arrulhar

ás ou às

assoar ou assuar

atractivo ou atraente

atraem ou atraiem

aula de inglês em natal

bêbado ou bêbedo

bem haja/ bem aja/ bem hajam

benvindo/ bem-vindo

bilião

blogómetro; top 10

boas festas ou boas-festas

bocal ou bucal

bolçar ou bolsar

ç

c

caber ou couber

caem ou caiem

calçar ou vestir luvas

cartuxo ou cartucho

cérbero ou cérebro

cerrar ou serrar

chamar a/ à atenção

cheque ou xeque

círculo ou ciclo vicioso

climático ou climatérico

clínico geral (feminino de)

cobarde ou covarde

côco ou coco

com nós ou connosco

com ou sem "h"

concertar ou consertar

concerteza ou com certeza

concerto ou conserto

concordância com "o número de"

conjugação pronominal

consolado ou consulado

consolar ou consular

convidamo-vos ou convidamos-vos

cor ou côr

corrector ou corretor

costear ou custear

costeleta ou costoleta

cota ou quota

currículo ou curriculum

de que

de repente ou derrepente

decerto/ de certo

decorrer ou decorrimento

defenida ou definida

deferir ou diferir

degradado ou degredado

demais ou de mais

desapercebido ou despercebido

desfolhar ou folhear

desfrutar ou disfrutar

desmentimento ou desmentido

pronomes

tacha ou taxa

ter de ou ter que

todas as tags