Blogue interativo onde se pretende responder a perguntas frequentes de Língua Portuguesa.

Envie dúvidas para:

portuguescorrecto@gmail.com

Este blogue recomenda:

Pontapés na Gramática - www.wook.pt

Ligações


contador de visitas

Parcerias

arquivos

Setembro 2014

Agosto 2014

Junho 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Agosto 2011

Janeiro 2011

Julho 2010

Fevereiro 2010

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

blogs SAPO

subscrever feeds

Domingo, 17 de Agosto de 2008

Vende-se ou vendem-se?

 

- Vende-se morangos? ou Vendem-se morangos?
 
Ambas as construções são admissíveis, dependendo da maneira como a construção for analisada. Assim, se considerarmos o pronome “se” como marca de um sujeito indeterminado, não precisamos de colocar o verbo no plural:
 
Vende-se morangos. = Alguém vende morangos.
 
Se considerarmos que se trata de uma construção passiva, em que “morangos” é o sujeito, devemos colocar o verbo no plural:
 
Vendem-se morangos. = Morangos são vendidos.
 
Alguns linguistas defendem que esta última construção é a mais correcta, por “soar” melhor quando invertidos os elementos da frase:
 
Vendem-se morangos. = Morangos vendem-se.
publicado por PN às 23:08

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sábado, 16 de Agosto de 2008

Sobrescrito ou subscrito?

 

- O documento deve ser enviado num sobrescrito/ subscrito fechado.
 
Qual a forma correcta?
Neste caso, a palavra correcta é “sobrescrito”, porque significa “envelope”. “Subscrito” é o particípio passado do verbo subscrever, que significa, “escrever por baixo de”, “aprovar”, “assinar”.
Exemplos:
  • O documento deve ser enviado num sobrescrito fechado.
  • O documento foi subscrito pela maioria dos trabalhadores.
publicado por PN às 23:07

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Agosto de 2008

Entreti-me ou entretive-me?

 

- Como estava a chover, passei o dia em casa e entreti-me a ver televisão.
 
É frequente ouvirmos frases parecidas com esta em que se conjuga erradamente o verbo “entreter-se”.
O verbo entreter(-se) é um derivado de “ter” e, por isso, deve seguir a sua conjugação. Vejamos então como se deve conjugar este e outros verbos semelhantes no pretérito perfeito do modo indicativo:
 

Ter
 
Entreter(-se)
 
Manter
 
Obter
Eu tive
Tu tiveste
Ele teve
Nós tivemos
Vós tivestes
Eles tiveram
 
Eu entretive(-me)
Tu entretiveste(-te)
Ele entreteve(-se)
Nós entretivemo(-nos)
Vós entretivestes(-vos)
Eles entretiveram(-se)
 
Eu mantive
Tu mantiveste
Ele manteve
Nós mantivemos
Vós mantivestes
Eles mantiveram
 
Eu obtive
Tu obtiveste
Ele obteve
Nós obtivemos
Vós obtivestes
Eles obtiveram

 
Assim:
- Como estava a chover, passei o dia em casa e entretive-me a ver televisão.
publicado por PN às 23:05

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 14 de Agosto de 2008

Vai ou vão haver

 

- _________ haver muitos concertos durante o Rock in Rio.
 
O verbo ir está a servir de auxiliar ao verbo haver, por isso, deve ficar na 3.ª pessoa do singular.
Logo,
- Vai haver muitos concertos durante o Rock in Rio.
publicado por PN às 22:52

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Agosto de 2008

Florescente ou fluorescente?

 

- Tens um marcador florescente que me emprestes? Preciso de sublinhar uma passagem do texto.
 
Um marcador florescente? Não deveria ser fluorescente? Sim, deveria porque:
 
- Florescente é aquilo que floresce, que está em flor ou o que é próspero, radioso. Exemplos: um negócio florescente (em crescimento), um campo florescente (repleto de flores).

- Fluorescente é o que tem a propriedade da fluorescência ou que emite luz. Exemplos: um marcador fluorescente, uma lâmpada fluorescente.
 
Fontes: http://www.priberam.pt/dlpo/
Dicionário de Língua Portuguesa da Porto Editora
Dicionário de Língua Portuguesa da Verbo
publicado por PN às 23:01

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 12 de Agosto de 2008

Precedência ou procedência?

 

- A ASAE está a investigar a procedência dos artigos alimentares ontem apreendidos.
 
Esta frase está correcta?
Verifique:
 
  • Precedência = anterioridade, prioridade.
  • Procedência = proveniência, origem.
 
Como deve ter constatado, na frase acima enunciada foi correctamente utilizada a palavra “procedência”, pois é a origem dos alimentos que a ASAE está a investigar. Veja mais alguns exemplos:
 
- Neste sector, idosos, doentes e mulheres grávidas têm precedência no atendimento.
- É favor devolver estes artigos à procedência.
 
publicado por PN às 23:00

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 11 de Agosto de 2008

Reticente ou renitente?

 

- Ele estava ______________ em relação à proposta de emprego.
 
Qual a palavra que melhor completa o sentido da frase?
Reticente significa “hesitante”, renitente quer dizer “teimoso”, “obstinado”.
Assim, a frase terá mais sentido se a completarmos com “reticente”:
 
- Ele estava reticente em relação à proposta de emprego. (= não sabia se devia aceitar ou não a proposta; estava hesitante).
 
Eis mais alguns exemplos de utilização destas palavras:
 
  • Porque estás tão reticente em relação a este assunto? A decisão parece-me óbvia.
  • Porque és tão renitente? Já sabes que tens de fazer isto!
publicado por PN às 22:59

link do post | comentar | favorito
Domingo, 10 de Agosto de 2008

Soalheiro ou solarengo?

 



- Está um dia muito ______________. Dá vontade de passear.
 
Qual a palavra que deve completar a frase? Para confirmar a sua resposta, note que:
 
  • Soalheiro – que se expõe ao sol, quente.    

     


  • Solarengo - relativo a solar (casa nobre). 

Assim:

- Está um dia muito soalheiro. Dá vontade de passear.
- A casa museu de Egas Moniz tem o aspeto de uma casa solarenga do século XVIII.

publicado por PN às 22:57

link do post | comentar | favorito
Sábado, 9 de Agosto de 2008

Cota ou quota?

 

- A reunião da associação centrou-se no problema das cotas em atraso.
 
A palavra cota, entre outros significados, é usada para designar a vestimenta que os antigos usavam sobre a armadura; o corpete usado pelas damas; o código usado para identificar um livro, arquivo ou processo e uma antiga medida indiana. Embora seja também considerada sinónima de “quota”, havendo alguns linguistas que defendem que se trata da mesma palavra mas com grafias diferentes, outros consideram que se deve preferir a grafia “quota” para designar a parte de um bem que cabe a cada indivíduo de uma sociedade e a contribuição financeira dos sócios para a associação a que pertencem. Assim, deverá escrever-se:
 
- A reunião da associação centrou-se no problema das quotas em atraso.
- Para renovar a requisição do livro na biblioteca, basta indicar a respectiva cota.
- Antigamente os cavaleiros usavam uma cota de malha.
- Os agricultores exigem o aumento da quota do leite.
publicado por PN às 22:56

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 8 de Agosto de 2008

Atractivo ou atraente?

 

- Acho aquele rapaz muito atractivo.
 
O adjectivo “atractivo” deve ser usado neste contexto?
 
Não se pode considerar a frase como estando incorrecta, uma vez que os adjectivos “atractivo” e “atraente” são sinónimos, mas a tradição consagrou que devem ser usados com diferentes sentidos:
 
  • Atractivo qualifica as coisas que atraem pessoas ou animais
Ex. Aproveite as nossas atractivas taxas de juro e compre já o seu carro novo!
 
  • Atraente qualifica as pessoas que atraem outras.
Ex. Ela é uma mulher muito atraente.
 
Assim, podemos alterar a frase acima transcrita:
 
- Acho aquele rapaz muito atraente.
publicado por PN às 22:54

link do post | comentar | favorito

pesquisar

 

tema

"de forma que” ou “de forma a que”

"façamos" e "possamos" (pronúncia de)

à

à bocado ou há bocado; à pouco ou há pou

a cerca de

à falta de/ há falta de

a fim ou afim

a herpes ou o herpes

á ou há

à parte ou aparte

à pouco ou há pouco

a ver ou haver

à vontade ou à-vontade

à/há/a

abreviaturas

abstenção ou abstinência

acerca de

acerto ou asserto

acessibilidade ou acesso

acordo ortográfico

açoreano ou açoriano

adesão ou aderência

adjectivos

ah

album ou álbum

alcoolemia ou alcoolémia

aldeão (plural de)

aluga-se ou alugam-se

alugar ou arrendar

amaríssimo

analisar ou analizar

andar ou andarem (infinitivo impessoal o

anteontem ou antes de ontem

antes de mais ou antes demais

aonde ou onde

apesar de a ou apesar da

apetência ou aptidão

aprender e apreender

apresentar-se-à ou apresentar-se-á

arrolhar ou arrulhar

ás ou às

assoar ou assuar

astigmatismo ou estigmatismo

atractivo ou atraente

atraem ou atraiem

aula de inglês em natal

bêbado ou bêbedo

bem haja/ bem aja/ bem hajam

benvindo/ bem-vindo

bilião

blogómetro; top 10

boas festas ou boas-festas

bocal ou bucal

bolçar ou bolsar

ç

c

caber ou couber

caem ou caiem

calçar ou vestir luvas

cartuxo ou cartucho

cérbero ou cérebro

cerrar ou serrar

chamar a/ à atenção

cheque ou xeque

círculo ou ciclo vicioso

climático ou climatérico

clínico geral (feminino de)

cobarde ou covarde

côco ou coco

com nós ou connosco

com ou sem "h"

concertar ou consertar

concerteza ou com certeza

concerto ou conserto

concordância com "o número de"

conjugação pronominal

consolado ou consulado

consolar ou consular

convidamo-vos ou convidamos-vos

cor ou côr

corrector ou corretor

costear ou custear

costeleta ou costoleta

cota ou quota

currículo ou curriculum

de que

de repente ou derrepente

decerto/ de certo

decorrer ou decorrimento

defenida ou definida

deferir ou diferir

degradado ou degredado

demais ou de mais

desapercebido ou despercebido

desfolhar ou folhear

desfrutar ou disfrutar

desmentimento ou desmentido

pronomes

tacha ou taxa

ter de ou ter que

todas as tags