Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Em Português Correcto

Blog interactivo onde se pretende dar resposta a questões sobre o português falado e/ ou escrito

Guiso ou guizo?

Qual a palavra que completa corretamente a frase?

 

- A rena tem uma coleira com um ________________.

 

Verifique a sua resposta comparando-a com as seguintes definições:

 

- Guiso – forma do verbo guisar. Ex. Eu guiso a carne.

- Guizo – esfera oca com bolinhas dentro que produzem som.

 

Assim:

 

- A rena tem uma coleira com um guizo.


Fonte: http://www.priberam.pt/dlpo/

A ver ou haver?

- Eu não tenho nada haver com isso.

 

É frequente a confusão entre a expressão “a ver” e o verbo “haver” como sucedeu na frase acima apresentada.

“A ver” é uma expressão formada pela preposição “a” e o verbo “ver”, geralmente associada ao verbo “ter”: ter a ver com.

Já o verbo haver é sinónimo de “existir”, “ter”, “acontecer”, “ter passado”, entre outros sentidos.

Assim, devemos escrever:

 

- Eu não tenho nada a ver com isso.

- Haver muito desemprego é algo que nos preocupa.

Retaguarda ou rectaguarda?

- O meu carro ia na rectaguarda.

 

Rectaguarda?

Não. Escreve-se “retaguarda”. Esta palavra nada tem a ver com “recta”, mas sim com “retro”, que significa “para trás”. Embora se escreva de forma diferente, podemos associá-la a palavras como “retrovisor” e “retroceder”.

Portanto, deve escrever:

 

- O meu carro ia na retaguarda.

Currículo ou curriculum?

 A apresentação de um documento biográfico identificativo das formações académicas e profissionais, bem como da experiência, é hoje indispensável para se conseguir um emprego. Mas que nome se deve dar a este documento? Curriculum Vitae, Currículo, Curriculo Vitae foram alguns dos nomes que encontrei ao consultar os classificados.

Curriculum Vitae é a expressão latina que se vulgarizou e universalizou. Pode ser utilizada tal como a portuguesa “Currículo”.

O que não se deve é usar uma mistura das duas línguas. “Currículo Vitae” é uma expressão errada. Assim, pode dizer e escrever:

 

- Curriculum Vitae

- Currículo

Costear ou custear?

- A empresa vai ____________ todas as despesas.

 

Costear ou custear?

O verbo costear está relacionado com o substantivo “costa” e o verbo custear com o substantivo “custo”. Assim podemos facilmente entender o significado destes verbos:

- Costear = navegar junto à costa, seguir de perto. Exemplo: O navio costeou toda a faixa do litoral norte.

- Custear = pagar as despesas de.

 

Assim:

 

- A empresa vai custear todas as despesas. 

Sortir ou surtir?

- O médico alterou a minha medicação porque a anterior não estava a __________ efeito.

 

Sortir ou surtir? Qual a palavra que completa correctamente a frase?

Repare:

- Sortir significa “abastecer”, “prover”, “variar”, “combinar”, “fazer lotes”.

- Surtir significa “ter como resultado”, “originar”, “produzir efeito”.

 

Assim, para completar a frase acima transcrita deverá utilizar “surtir”:

 

- O médico alterou a minha medicação porque a anterior não estava a surtir efeito.

Torrar ou turrar?

- Estive a torrar pão.

 

Esta frase está correcta?

A resposta é afirmativa. Torrar significa “tostar”, “secar pelo calor”.

Já “turrar” significa “dar turras em” ou, em sentido figurado, “ser muito teimoso”.

Assim:

 

- Fizeste-me esperar tanto tempo que fiquei a torrar ao sol.

- Não estejas a turrar comigo, bem sabes que eu tenho razão.

 

À pouco ou há pouco?

- Ainda ________ pouco estava sol e agora já chove.

 

À ou há? Quando se trata de expressões de tempo, usamos “há”. O verbo haver, entre outros sentidos, serve para expressar tempo.

Já “à”, contracção da preposição “a” com o artigo definido “a” serve sobretudo à expressão de lugar.

Assim:

- Ainda há pouco estava sol e agora já chove.

- Ele foi à farmácia.

Vinte e um euro ou Vinte e um euros?

- A camisola custou-me vinte e um euros.

 

Deveria ser “vinte e um euro”?

Não, a frase acima transcrita está correcta. Os numerais compostos de dezena, centena ou milhar mais um vão para o plural. Repare-se que se trata de um número plural. Para se colocar o nome no singular só numa estrutura deste tipo:

 

A camisola custou-me vinte euros mais um.

 

Assim, diga:

 

- Ela fez trinta e um anos.

- Ele sugeriu mil e uma ideias.

 

Meter ou Pôr?

É correcto dizer: “Já meteste o sal na sopa?”

O verbo “meter”, por influência do francês, é usado como sinónimo de “pôr”. Contudo, “meter” é originariamente sinónimo de “introduzir”, “fazer entrar”, “causar”, “infundir”.

Assim, devemos usar o verbo “meter” em enunciados como:

- Vou meter a carta no marco do correio. (=introduzir)

- A trovoada metia medo. (=causar)

 

E não devemos usar em expressões como:

 

- “Já meteste o sal na sopa?” em vez de “Já puseste o sal na sopa?”

- “Ela meteu o selo na carta.” em vez de “Ela colocou o selo na carta.”