Blogue interativo onde se pretende responder a perguntas frequentes de Língua Portuguesa.

Envie dúvidas para:

portuguescorrecto@gmail.com

Este blogue recomenda:

Pontapés na Gramática - www.wook.pt

Ligações


contador de visitas

Parcerias

arquivos

Dezembro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Junho 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Agosto 2011

Janeiro 2011

Julho 2010

Fevereiro 2010

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

blogs SAPO

subscrever feeds

Terça-feira, 31 de Março de 2009

Guiso ou guizo?

Qual a palavra que completa corretamente a frase?

 

- A rena tem uma coleira com um ________________.

 

Verifique a sua resposta comparando-a com as seguintes definições:

 

- Guiso – forma do verbo guisar. Ex. Eu guiso a carne.

- Guizo – esfera oca com bolinhas dentro que produzem som.

 

Assim:

 

- A rena tem uma coleira com um guizo.


Fonte: http://www.priberam.pt/dlpo/

publicado por PN às 01:46

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 30 de Março de 2009

A ver ou haver?

- Eu não tenho nada haver com isso.

 

É frequente a confusão entre a expressão “a ver” e o verbo “haver” como sucedeu na frase acima apresentada.

“A ver” é uma expressão formada pela preposição “a” e o verbo “ver”, geralmente associada ao verbo “ter”: ter a ver com.

Já o verbo haver é sinónimo de “existir”, “ter”, “acontecer”, “ter passado”, entre outros sentidos.

Assim, devemos escrever:

 

- Eu não tenho nada a ver com isso.

- Haver muito desemprego é algo que nos preocupa.

publicado por PN às 01:44

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 29 de Março de 2009

Retaguarda ou rectaguarda?

- O meu carro ia na rectaguarda.

 

Rectaguarda?

Não. Escreve-se “retaguarda”. Esta palavra nada tem a ver com “recta”, mas sim com “retro”, que significa “para trás”. Embora se escreva de forma diferente, podemos associá-la a palavras como “retrovisor” e “retroceder”.

Portanto, deve escrever:

 

- O meu carro ia na retaguarda.

publicado por PN às 01:43

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 28 de Março de 2009

Currículo ou curriculum?

 A apresentação de um documento biográfico identificativo das formações académicas e profissionais, bem como da experiência, é hoje indispensável para se conseguir um emprego. Mas que nome se deve dar a este documento? Curriculum Vitae, Currículo, Curriculo Vitae foram alguns dos nomes que encontrei ao consultar os classificados.

Curriculum Vitae é a expressão latina que se vulgarizou e universalizou. Pode ser utilizada tal como a portuguesa “Currículo”.

O que não se deve é usar uma mistura das duas línguas. “Currículo Vitae” é uma expressão errada. Assim, pode dizer e escrever:

 

- Curriculum Vitae

- Currículo

publicado por PN às 01:41

link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
Sexta-feira, 27 de Março de 2009

Costear ou custear?

- A empresa vai ____________ todas as despesas.

 

Costear ou custear?

O verbo costear está relacionado com o substantivo “costa” e o verbo custear com o substantivo “custo”. Assim podemos facilmente entender o significado destes verbos:

- Costear = navegar junto à costa, seguir de perto. Exemplo: O navio costeou toda a faixa do litoral norte.

- Custear = pagar as despesas de.

 

Assim:

 

- A empresa vai custear todas as despesas. 

publicado por PN às 01:40

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 26 de Março de 2009

Sortir ou surtir?

- O médico alterou a minha medicação porque a anterior não estava a __________ efeito.

 

Sortir ou surtir? Qual a palavra que completa correctamente a frase?

Repare:

- Sortir significa “abastecer”, “prover”, “variar”, “combinar”, “fazer lotes”.

- Surtir significa “ter como resultado”, “originar”, “produzir efeito”.

 

Assim, para completar a frase acima transcrita deverá utilizar “surtir”:

 

- O médico alterou a minha medicação porque a anterior não estava a surtir efeito.

publicado por PN às 01:39

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 25 de Março de 2009

Torrar ou turrar?

- Estive a torrar pão.

 

Esta frase está correcta?

A resposta é afirmativa. Torrar significa “tostar”, “secar pelo calor”.

Já “turrar” significa “dar turras em” ou, em sentido figurado, “ser muito teimoso”.

Assim:

 

- Fizeste-me esperar tanto tempo que fiquei a torrar ao sol.

- Não estejas a turrar comigo, bem sabes que eu tenho razão.

 

publicado por PN às 01:38

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 24 de Março de 2009

À pouco ou há pouco?

- Ainda ________ pouco estava sol e agora já chove.

 

À ou há? Quando se trata de expressões de tempo, usamos “há”. O verbo haver, entre outros sentidos, serve para expressar tempo.

Já “à”, contracção da preposição “a” com o artigo definido “a” serve sobretudo à expressão de lugar.

Assim:

- Ainda há pouco estava sol e agora já chove.

- Ele foi à farmácia.

publicado por PN às 01:36

link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
Segunda-feira, 23 de Março de 2009

Vinte e um euro ou Vinte e um euros?

- A camisola custou-me vinte e um euros.

 

Deveria ser “vinte e um euro”?

Não, a frase acima transcrita está correcta. Os numerais compostos de dezena, centena ou milhar mais um vão para o plural. Repare-se que se trata de um número plural. Para se colocar o nome no singular só numa estrutura deste tipo:

 

A camisola custou-me vinte euros mais um.

 

Assim, diga:

 

- Ela fez trinta e um anos.

- Ele sugeriu mil e uma ideias.

 

publicado por PN às 22:33

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 22 de Março de 2009

Meter ou Pôr?

É correcto dizer: “Já meteste o sal na sopa?”

O verbo “meter”, por influência do francês, é usado como sinónimo de “pôr”. Contudo, “meter” é originariamente sinónimo de “introduzir”, “fazer entrar”, “causar”, “infundir”.

Assim, devemos usar o verbo “meter” em enunciados como:

- Vou meter a carta no marco do correio. (=introduzir)

- A trovoada metia medo. (=causar)

 

E não devemos usar em expressões como:

 

- “Já meteste o sal na sopa?” em vez de “Já puseste o sal na sopa?”

- “Ela meteu o selo na carta.” em vez de “Ela colocou o selo na carta.”

publicado por PN às 01:28

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

pesquisar

 

tema

"de forma que” ou “de forma a que”

"façamos" e "possamos" (pronúncia de)

à

à bocado ou há bocado; à pouco ou há pou

a cerca de

à falta de/ há falta de

a fim ou afim

a herpes ou o herpes

á ou há

à parte ou aparte

à pouco ou há pouco

a ver ou haver

à vontade ou à-vontade

à/há/a

abreviaturas

abstenção ou abstinência

acerca de

acerto ou asserto

acessibilidade ou acesso

acobracia ou acrobacia

acobrata ou acrobata

acordo ortográfico

açoreano ou açoriano

adesão ou aderência

adjectivos

ah

album ou álbum

alcoolemia ou alcoolémia

aldeão (plural de)

aluga-se ou alugam-se

alugar ou arrendar

amaríssimo

analisar ou analizar

andar ou andarem (infinitivo impessoal o

anteontem ou antes de ontem

antes de mais ou antes demais

aonde ou onde

apesar de a ou apesar da

apetência ou aptidão

aprender e apreender

apresentar-se-à ou apresentar-se-á

arrolhar ou arrulhar

ás ou às

assoar ou assuar

astigmatismo ou estigmatismo

atractivo ou atraente

atraem ou atraiem

aula de inglês em natal

bêbado ou bêbedo

bem haja/ bem aja/ bem hajam

benvindo/ bem-vindo

bilião

blogómetro; top 10

boas festas ou boas-festas

bocal ou bucal

bolçar ou bolsar

ç

c

caber ou couber

caem ou caiem

calçar ou vestir luvas

cartuxo ou cartucho

cérbero ou cérebro

cerrar ou serrar

chamar a/ à atenção

cheque ou xeque

círculo ou ciclo vicioso

climático ou climatérico

clínico geral (feminino de)

cobarde ou covarde

côco ou coco

com nós ou connosco

com ou sem "h"

concertar ou consertar

concerteza ou com certeza

concerto ou conserto

concordância com "o número de"

conjugação pronominal

consolado ou consulado

consolar ou consular

convidamo-vos ou convidamos-vos

cor ou côr

corrector ou corretor

costear ou custear

costeleta ou costoleta

cota ou quota

currículo ou curriculum

de que

de repente ou derrepente

decerto/ de certo

decorrer ou decorrimento

defenida ou definida

deferir ou diferir

degradado ou degredado

demais ou de mais

desapercebido ou despercebido

desfolhar ou folhear

pronomes

tacha ou taxa

ter de ou ter que

todas as tags